NO BRASIL, PAÍS DA MENTIRA – ELIÇÕES NA VENEZUELA

NO BRASIL, PAÍS DA MENTIRA – ELIÇÕES NA VENEZUELA

É uma vergonha a maneira como a mídia oficial golpista apresenta as notícias sobre a eleição para o legislativo na Venezuela. É aí que a gente vê mais uma vez como estamos no país da mentira.

As notícias são passadas como se a oposição tivesse conseguido um grande feito, o boicote às eleições. Mas, não é bem assim. É apenas um blefe controlado pela mídia dos países imperialistas.

Em primeiro lugar, na Venezuela as eleições não são obrigatórias, o que significa que a abstenção naquele país é bastante grande. Em todos os países onde as eleições não são obrigatórios, principalmente na América do Sul, esse número gira em torno de 50 a 60%.

Aqui no Brasil onde o voto é obrigatório a abstenção chegou a 40%.

Considerando a questão da pandemia, pressupõe-se que, parte da população que não compareceu às eleições na Venezuela, engrossou esse número de abstenções, o que derrubaria esse comparecimento para 40% aproximadamente, mesmo considerando que a Venezuela tem um dos melhores índices de enfrentamento da COVID.

Levando em conta que a oposição que se omitiu, pois sabia da derrota, estaria em torno de 10%, o comparecimento que deu a votação de 31% para o partido de Maduro está completamente dentro do normal. Mesmo que a oposição tivesse comparecido perderia a eleição por uma boa margem de votos em favor dos partidos Chavistas.

Comparando com a cidade de Rio Claro que sempre teve 0,01% da população e dos eleitores tivemos uma abstenção para o legislativo de cerca de 40%. Se somarmos a esse número os votos em branco igual a 6,01% e os votos nulos de 8,56% teríamos que tirar desse cálculo mais 14,57%, ou seja, menos 14.57%. Ou seja, 45,43% elegeram o legislativo de Rio Claro. Isso num país onde o voto é obrigatório.

Além de tudo, a mídia fez campanha vigorosa pelo comparecimento prevendo que o voto da camada mais idosa pudesse influenciar em favor da esquerda e que, os dados sobre a pandemia foram totalmente omitidos antes das eleições.

Mais uma vergonha, pensando que a grande massa da população é pouco informada pela situação e a mídia se aproveita das manobras do imperialismo para divulgar notícias falsas sobre um dos países mais democratas e mais atacados pelo boicote internacional. Nós últimos vinte anos a Venezuela teve 23 eleições das quais 21 vencidas pelo chavismo.

Quanto ao impostor Guaidó, em qualquer outro país do mundo em que se declarasse presidente interino, estaria na cadeia.

É por essas e outras que vivemos no PAÍS DA MENTIRA onde o quarto poder, a mídia controla o pensamento da maioria da população, que só lhe resta viver enganada. E ainda temos que aguentar as fake news.


Autoria: Milton Machado Luz

Cientista Social e autor de artigos sobre história, cultura e literatura.

Posts Relacionados
Deixe um comentário